Revista Virtual de Estudos da Linguagem - ReVEL
Edição atual | Edições especiais | Edições anteriores | Próxima edição
Normas para publicação | Sobre a ReVEL | Conselho editorial
ReVEL em números | Artigos mais populares | Indexação | Fale conosco
Home
Edição atual
Revista Virtual de Estudos da Linguagem - ReVEL
Vol. 15 – número 28 - março de 2017 - ISSN 1678-8931
TEMA: Teoria da Otimidade

• ARTIGOS
:: Editorial ::, de Gabriel de Ávila Othero
:: ReVEL na Escola: Fonologia em Teoria da otimidade ::, de Carmen Lúcia Barreto Matzenauer & Roberta Quintanilha Azevedo
:: Tradução: Fidelidade e Identidade Reduplicativa ::, de John J. McCarthy & Alan Prince
:: Tutorial: Teoria da Otimidade Estocástica e Algoritmo de Aprendizagem Gradual: Princípios de funcionamento e tutorial para simulação computacional ::, de Ubiratã Kickhöfel Alves
Análise via Teoria da Otimidade das nasais finais do português brasileiro L2 por aprendizes anglófonos, de Miley Antonia Almeida Guimarães
Formalização da variação fonológica na aquisição da nasal velar em inglês pelo ORTO Ajuste Paramétrico, de Athany Gutierres & Adalberto Ayjara Dornelles Filho
Formalização fonético-fonológica da interação de restrições na percepção da epêntese vocálica no português brasileiro, de Roberta Quintanilha Azevedo, Carmen Lúcia Barreto Matzenauer & Ubiratã Kichöfel Alves
Harmonia vocálica de altura no português brasileiro em formas nominais não derivadas: análise de um processo variável pela Teoria da Otimidade, de Elisa Battisti & Dinar Fontoura Fernandes
Language games, aspiration and syllabification in Argentine Spanish, de Carlos Gelormini Lezama
Opacidade da inserção vocálica em contexto de fricativa coronal: o caso de empréstimos no PB, de Gean Nunes Damulakis


• RESENHA: Resenha de “Teoria da Otimidade: Fonologia”, de Camila Witt Ulrich


• ENTREVISTA: Sobre Teoria da Otimidade: uma conversa com Giovana Ferreira Gonçalves
• ENTREVISTA: Teoria da Otimidade: uma entrevista com John McCarthy [in English]

LIVROS QUE RECEBEMOS:

ALVES, U. K. Aquisição fonético-fonológica de língua estrangeira: investigações rio-grandenses e argentinas em discussão. Campinas: Pontes, 2016.

BOAS, F. A arte primitiva. Petrópolis: Vozes, 2014.

BYBEE, J. Língua, uso e cognição. São Paulo: Cortez, 2016.

CANÇADO, M.; AMARAL, L. Introdução à Semântica Lexical: papéis temáticos, aspecto lexical e decomposição de predicados. Petrópolis: Vozes, 2016.

CARMELINO, A. C. (org.) Humor: eis a questão. São Paulo: Cortez, 2015.

CHOMSKY, N. Estruturas sintáticas. Petrópolis: Vozes, 2015.

CORPAS, D. O jagunço somos nós: visões do Brasil na crítica de Grande sertão: veredas. Campinas: Mercado de Letras, 2015.

FIGUEIREDO SILVA, M. C. Para conhecer Morfologia. São Paulo: Contexto, 2016.

GUIMARÃES, A. M. M.; BICALHO, D. C. Formação de professores e ensino de língua portuguesa: contribuições para reflexões, debates e ações. Campinas: Mercado de Letras, 2016.

HORA, D.; MATZENAUER, C. Fonologia, fonologias: uma introdução. São Paulo: Contexto, 2017.

IBAÑOS, A. M. T. et al. (orgs.) Pesquisas e perspectivas em Linguística de Corpus. Campinas: Mercado de Letras, 2014.

KLEIN, A.; ASSIS, J. A. (orgs.) Significados e ressignificações do letramento: desdobramentos de uma perspectiva sociocultural sobre a escrita. Campinas: Mercado de Letras, 2016.

LEURQUIN, E.; MARÇALO, M. J.; SOUZA, M. M. F. (orgs.) Múltiplas facetas da linguagem. Campinas: Mercado de Letras, 2016.

MAGALHÃES, F. 10 lições sobre Marx. Petrópolis: Vozes, 2015.

MALINOWSKI, B. Crime e cosume na sociedade selvagem. Petrópolis: Vozes, 2015.

MARCONDES, D. Textos básicos de Linguagem: de Platão a Foucault. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

MICHELETTI, G. Enunciação e gêneros discursivos. São Paulo: Cortez, 2008.

MOLLICA, M. C. (org.) #Linguísticadeprotestos: novos caminhos de pesquisa. Rio de Janeiro: 7Letras, 2016.

MOLLICA, M. C.; FERRAREZI JR., C. Sociolinguística, sociolinguísticas: uma introdução. São Paulo: Contexto, 2016.

NADIN, O. L.; ZAVAGLIA, C. Estudos do léxico em contextos bilíngues. Campinas: Mercado de Letras, 2016.

PERINI, M. A. Gramática descritiva do português brasileiro. Petrópolis: Vozes, 2016.

PIRES DE OLIVEIRA, R.; QUAREZEMIN, S. Gramáticas na escola. Petrópolis: Vozes, 2016.

RABATEL, A. Homo narrans: por uma abordagem enunciativa e interacionista da narrativa. São Paulo: Cortez, 2016.

RAMOS, R. Lendo, escrevendo e gramaticando. São Paulo: Cortez, 2016.

ROBIN, R. A Memória saturada. Campinas: Editora da Unicamp, 2016.

SCHWARZE, C.; de ALENCAR, L. F. Lexikalisch-funktionale Grammatik: Eine Einführung am Beispiel des Französichen mit computer-linguistischer IMplementierung. Tübingen: Stauffenburg, 2016.

SCHWINDT, L. C. Manual de Linguística: Fonologia, Morfologia e Sintaxe. Petrópolis: Vozes, 2014.

SÉRIOT, P. Estrutura e totalidade: as origens intelectuais do estruturalismo na Europa Central e Oriental. Campinas: Editora da Unicamp, 2016.

SILVA, M. V. História da alfabetização no Brasil: sentidos e sujeito da escolarização. Campinas: Editora da Unicamp, 2015.

SOUZA, S.; SOBRAL, A. (orgs.) Gêneros, entre o texto e o discurso. Campinas: Mercado de Letras, 2016.

TARDELLI, M. C. O ensino de língua materna: interações em sala de aula. São Paulo: Cortez, 2002.





O conteúdo dos artigos aqui publicados manifesta os pontos de vista de seus respectivos autores. Toda e qualquer informação vinculada nos artigos aqui publicados é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores.

Todos os artigos estão em formato .pdf
Edição atual | Edições especiais | Edições anteriores | Próxima edição | Normas para publicação | Sobre a ReVEL | Conselho editorial
ReVEL em números | Artigos mais populares | Indexação | Fale conosco
Desenvolvido pela Plan Marketing Digital